22.º Domingo Comum – 30 de agosto de 2020

S. Mateus 16,21-28

O aspeto central desta passagem do evangelho que lemos neste domingo, é, por um lado, a postura verdadeiramente humana e frágil de Pedro, tentando evitar que Jesus fosse vítima de todo o sofrimento que se anunciava, ou se imaginava que poderia vir a acontecer, não percebendo a dimensão da Missão que Jesus trouxe para o seu caminho terreno. Não temos duvida que qualquer um de nós, perante aquele cenário, teria o mesmo ímpeto e a mesma atitude.

Mas, provavelmente, não será menos surpreendente o modo, aparentemente, brusco como Jesus respondeu a Pedro, reprendendo-o pela sua falta de entendimento e pelo facto de estar só preocupado com os aspetos humanos e, ou, terrenos.

Hoje, para nós, esta repreensão sofrida por Pedro, é um bom incentivo a fazermos um exame de consciência, com espirito aberto e humildade e percebermos o modo como temos afirmado a nossa condição de cristãos, neste mundo cheio de solicitações que mudam e variam de forma frenética.

Em que medida é que perante um conjunto de múltiplas variáveis, as maiorias das quais não temos hipótese de controlar, nem tão pouco de prever, que vão moldando a nossa sociedade num determinado caminho, nós conseguimos estabelecer a diferença, fazendo uso dos ensinamentos de Jesus Cristo?

Nem sempre é fácil termos o discernimento necessário para fazermos a diferença, ou até mesmo para percebermos que nos compete fazer a diferença, pela e através da Missão que Deus nos confiou.

Deste modo, Jesus deixou as coisas bem clara e ensinou-nos ensinou-nos o que quer dizer pensar como Deus. E para assim agirmos, em conformidade e cumprimento desse pensamento de Deus, temos que amar, com tudo o que isso possa implicar de renúncia nas nossas vidas, pelo bem do próximo.

Ou seja, seguir a Cristo passa pela cruz. E…, quando a cruz é sinal de amor sincero, converte-se num luminoso sinal de salvação.

Pedro Fernandes, Diácono

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *